O perigo de ficar na zona de conforto

Moça feliz no seu espaço

“Por que sair da zona de conforto, se é confortável?”, Você pergunta. E essa será uma pergunta justa. Afinal, se você alcançou certos objetivos em sua carreira no momento, sua vida está arrumada e você está muito feliz com o que está acontecendo, por que precisa mudar alguma coisa? Para desenvolver!

Sim, viver assim é realmente conveniente. Mas o fato é que na zona de conforto nem sempre você percebe o momento em que a estabilidade começa a se aproximar da degradação. Por sua vez, condições desconfortáveis ​​sempre estão em desenvolvimento, porque você aprende e aprende rapidamente coisas novas.

Hoje falaremos sobre como entender que você está em uma zona de conforto e como garantir que seu desenvolvimento profissional não pare por causa disso. 

O que é uma zona de conforto?

Uma zona de conforto é uma área na vida de uma pessoa que dá uma sensação de conforto e segurança. É determinado por condições habituais, um modelo de comportamento diário estável e previsível. Simplificando, este é um estado em que você se sente à vontade. 

É difícil sair da zona de conforto porque existe uma zona de risco do lado de fora. Mas ir além da zona “conveniente” é uma condição importante para o crescimento pessoal.

Por que as pessoas não têm pressa em deixar a zona de conforto?

A estabilidade para algumas pessoas é uma escolha consciente. Outros a procuram inconscientemente. Temos medo do desconhecido, e tudo o que provoca medo viola a calma psicológica de uma pessoa. A necessidade de segurança, de acordo com a pirâmide de Maslow, está em segundo lugar, depois das necessidades físicas. Porém, se uma pessoa satisfizer suas necessidades de segurança sem sair de sua zona de conforto, isso desacelerará seu desenvolvimento e não satisfará as necessidades cognitivas.

Leia mais  Como lidar com mentiras no trabalho

De acordo com a lei de Yerks-Dodson, baseada em um estudo da produtividade do mouse, os melhores resultados são alcançados com uma intensidade média de motivação. Vale ressaltar que, com um baixo nível de motivação – a produtividade não muda. Quando o nível de motivação é muito alto, a produtividade piora. Isso significa que, para o desenvolvimento constante, uma pessoa precisa receber uma pequena carga de estresse.

Pessoas que trabalham no RH
Pessoas que trabalham no RH

Como o RH não permanece em uma zona de conforto?

O RH é um importante especialista na empresa. É ele quem motiva os funcionários a trabalhar de forma mais produtiva e alcançar resultados. De fato, o RH está envolvido nisso, o que expande a zona de conforto de outras pessoas, para que se torne mais confortável para eles realizarem produtivamente uma gama cada vez maior de tarefas, o que beneficia a eles e à empresa. Se o especialista em pessoal não desenvolver, melhorar e definir novas metas o tempo todo, seu trabalho será improdutivo e ele não será realizado como profissional.  

A primeira coisa a fazer é entender: você está pronto para expandir sua zona de conforto? 

Se sua porcentagem for baixa, pense sobre quais são as verdadeiras razões para sua relutância em mudar? Em outro caso, vamos definir passo a passo as seguintes ações:

Etapa 1. Objetivos. A primeira coisa que uma pessoa que ultrapassa suas fronteiras é estabelecer novos objetivos. Entenda qual problema está incomodando você. Talvez você tenha medo de falar em público ou se sinta inseguro em entrevistas com especialistas técnicos. O objetivo será praticar essas ações o mais rápido possível, expandindo gradualmente sua zona de conforto. 

Etapa 2. Escopo do resultado. Esta etapa tem como objetivo determinar o tempo e o número de metas alcançadas. Aqui você precisa registrar quantas vezes precisa subir no palco antes de começar a fazê-lo com mais confiança ou quantos candidatos técnicos você precisa contratar durante esse período. 

Leia mais  Como procurar trabalho após demissão

Etapa 3. Implementação. Do plano ao resultado, todas as pessoas passam pela implementação, realizando todas as atividades planejadas diariamente. Para controlar seu trabalho na zona de conforto, vale a pena registrar suas realizações. Então você verá progresso. 

Etapa 4. O resultado. Parabéns! Falar em público ou realizar entrevistas se tornou sua zona de conforto, cujo escopo se tornou muito mais amplo.

Para expandir seus limites o mais rápido possível, tente fazer algo novo todos os dias. Por exemplo, altere a rotina diária usual para que ela continue conveniente, mas alterne em uma sequência de ações. Você pode fazer uma lista de cursos de treinamento que você deseja frequentar há muito tempo, mas não confiava em suas habilidades. Fazer algo incomum para si mesmo é aquele pouco estresse que o motiva a desenvolver e expandir constantemente sua zona de conforto. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *