Como trabalhar com pessoas arrogantes

Homem fazendo careta

A insolência no local de trabalho pode afetar adversamente o ambiente de trabalho e levar a perdas nos negócios. Neste artigo, lidamos com o que pode ser considerado comportamento arrogante no trabalho, como se comunicar com pessoas arrogantes e o que um empregador pode fazer para melhorar a situação.

Definição de comportamento insolente

Insolência é um ato ou comportamento que demonstra desrespeito a um chefe ou colega e pode ser potencialmente ofensivo. Sob condições de trabalho, a insolência é vista com mais frequência no contexto do relacionamento entre o funcionário e o gerente, e não entre colegas.

Por exemplo:

  • Aumento significativo na voz de gerentes ou colegas.
  • Falha no cumprimento de uma solicitação razoável de um gerente.
  • Impacto negativo no trabalho de outras pessoas.
  • Sabotagem de um relacionamento comercial.

Além disso, a insolência pode ser um comportamento abusivo, vangloriando-se, desafiando a situação existente de forma a prejudicar a organização. 

Deve-se entender que a arrogância não é uma discordância profissional ou conversa pessoal. Esse é um modelo de comportamento dos funcionários que provavelmente será tóxico e afetará adversamente a equipe.

Responsabilidade do pessoal

Todos na empresa devem se comportar de acordo com a cultura corporativa e respeitar seus colegas. É possível distinguir três níveis de responsabilidade, dependendo da situação:

  • Como funcionário

Os funcionários são obrigados a manter um ambiente de trabalho profissional, mesmo diante de discordâncias com colegas ou gerentes. Agressão, uso de linguagem obscena ou ofensiva, humilhação de outras pessoas – tudo isso pode ser considerado comportamento arrogante. Os funcionários que participam dessas atividades estão sujeitos a repreensão, demissão e, em casos excepcionais, processos judiciais. Os funcionários que se sentem incapazes ou dispostos a mudar seu comportamento devem consultar seu representante de RH para discutir opções.

  • Como colegas

É fácil fechar os olhos para comportamentos abusivos nas proximidades, para aliviar o estresse desnecessário. No entanto, se você ignorar isso, ter um funcionário arrogante pode desmoralizar a equipe e afetar o desempenho. Também pode levar a um ambiente de trabalho estressante ou hostil e, portanto, os funcionários são obrigados a registrar casos de arrogância de que são testemunhas e, se a situação não melhorar, compartilhe essas informações com o gerente, gerente ou representante do departamento de recursos humanos.

  • Como líder
Leia mais  10 hacks que aumentam a produtividade do escritório

Os gerentes têm muitas responsabilidades quando se trata de funcionários arrogantes. O primeiro passo é entender o comportamento, aconselhar o funcionário sobre comportamentos inaceitáveis, documentar a conversa e discutir possíveis opções se o comportamento continuar. Se o comportamento persistir, os gerentes devem trabalhar com o departamento de recursos humanos para executar ações corretivas, conforme indicado na política da empresa, ou, em casos extremos, para demitir um funcionário que violou as regras. 

Como se comportar com pessoas arrogantes

Nas situações de trabalho, nem sempre é possível não se comunicar com uma pessoa que se comporta de maneira arrogante e desrespeitosa. No entanto, existem alguns passos simples que ajudarão você a não reagir a provocações, a não perder a paciência e a não levar em consideração o comportamento de outras pessoas. Essas dicas são relevantes para a maioria das situações de trabalho, não importa, a insolência vem do chefe, colega ou subordinado.

1. Reserve um momento para se acalmar se estiver chateado

Uma resposta impulsiva pode exacerbar a situação e levar a conflitos desnecessários. Se você estiver chateado, reserve um tempo para expirar e controlar suas emoções. Se precisar, peça desculpas e saia da sala por alguns minutos. Você pode tentar contar até 10 ou fazer qualquer outro exercício que o ajude a se acalmar.

2. Decida se deseja responder

Se o comportamento desrespeitoso foi relativamente leve ou um evento pontual, geralmente é melhor ignorá-lo e seguir em frente. Confrontar uma pessoa pode exacerbar a situação. No entanto, se o comportamento fizer parte de um modelo consistente de comportamento ou interferir na sua vida cotidiana ou na sua capacidade de trabalhar, o confronto pode ser justificado.

3. Tente permanecer amigável

Se alguém é desrespeitoso ou rude, uma resposta benevolente pode surpreendê-lo e incentivá-lo a repensar seu comportamento. Em vez de ficar chateado ou retaliar, tente neutralizar a atmosfera com um sorriso e algumas palavras gentis. No entanto, deve-se entender que a amizade é relevante apenas para uma situação ocasional ou única de comportamento arrogante.

Leia mais  Presentes no trabalho: o que é apropriado dar
Moça feliz no seu espaço
Moça feliz no seu espaço

4. Pense no que dizer antes de falar.

Você pode sentir vontade de atacar uma pessoa rude e responder a mesma coisa. No entanto, é improvável que isso seja útil. Em vez disso, verifique se tudo o que você planeja dizer é verdadeiro, útil e necessário para esclarecer um comportamento inadequado. Insultar outra pessoa ou acusações injustas não o fará repensar seu comportamento e, em regra, será desnecessariamente prejudicial. Uma conversa calma e significativa geralmente traz mais benefícios.

5. Seja direto, mas educado

Quando você enfrentar outra pessoa, seja claro e franco neste assunto. Explique silenciosamente qual é o problema e como o comportamento deles afeta você. Não tenha medo de pedir educadamente uma explicação dos motivos desse comportamento. Use linguagem autodirigida para que a outra pessoa não se sinta acusada. Por exemplo, “me sinto muito mal quando você fala comigo nesse tom”.

6. Estabeleça limites claros

Os limites pessoais são uma parte importante de qualquer relacionamento saudável. É especialmente importante estabelecer e estabelecer limites claros com colegas ou funcionários insolentes. Diga à pessoa que isso é inaceitável e identifique as conseqüências claras de tal comportamento.

O que fazer se um funcionário se tornar insolente?

O nível de conforto no trabalho afeta muito a produtividade dos funcionários. Se a situação emocional da equipe é instável, alguém se comporta de maneira inadequada e interfere nos outros; portanto, o nível de eficácia diminui. Para evitar isso, os gerentes, juntamente com o departamento de pessoal, devem tentar resolver todas as situações de comportamento insolente. Analisamos como fazer isso.

Descobrindo os motivos

Pergunte ao funcionário sobre seu estado emocional e nível de estresse. Talvez algo tenha acontecido no local de trabalho ou na vida pessoal que desencadeou esse comportamento. Depois de expressar sua preocupação e palavras de apoio, você já pode causar uma tendência positiva no comportamento. Lembre-se de que os funcionários querem ser ouvidos.

Leia mais  Segredo da comunicação bem-sucedida com os clientes

Resposta oportuna

Vale a pena responder à arrogância de maneira oportuna e direta, para que suas palavras sejam entendidas corretamente. Lembre-se de que a insolência no local de trabalho não é bem-vinda. Forneça feedback ao seu funcionário que inclua incidentes ou arrogância específicos. Não permita que o mau comportamento dos funcionários o perturbe. Fale com calma, não grite e não o reprove. Reserve um momento e saia antes de enfrentar a situação, se isso ajudar a manter a compostura.

Advertência

Se a primeira conversa não ajudou e o funcionário continua se comportando desrespeitosamente, vale a pena avisá-lo (de preferência por escrito) de que esse comportamento pode ter consequências. Permitir que alguém continue destruindo o local de trabalho é injusto para você, seus negócios e colegas. Certifique-se de que o funcionário entenda as consequências se ele não corrigir seu comportamento. 

Demissão

Às vezes, um funcionário não deseja corrigir seu comportamento e não deixa outra opção a não ser dispensá-lo de seus deveres. Não importa o quão desagradável seja esse passo, se o funcionário não souber respeitar os colegas e superiores e interferir no trabalho de outros, a demissão é o passo certo.

Análise da situação

Examine o nível de estresse em seu escritório e a carga de trabalho dos funcionários, ofereça variedade e rotação de empregos aos funcionários e sugira maneiras diferentes de aliviar o estresse. Sua tarefa é ser proativo e não permitir situações em que os funcionários ficam muito nervosos e irritados devido ao excesso de trabalho. 

Conclusão

Se você deseja que seus funcionários respeitem os gerentes, gerentes e colegas de RH, certifique-se de que a cultura corporativa da empresa envolva uma atitude respeitosa. 

Você também deve prestar atenção à atitude da gerência em relação aos subordinados. Situações em que um funcionário se comporta de maneira insolente em relação a um gerente, devido ao fato de o próprio gerente não respeitar seu subordinado e maltratá-lo, são encontradas em toda parte. Portanto, antes de exigir respeito e submissão de sua equipe, verifique se os gerentes se comportam de acordo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *