Cinco dicas de RH: como obter uma entrevista sem problemas

Moça procurando

Respondendo a um trabalho interessante, você deve ter uma boa impressão no RH. É fácil – basta seguir algumas regras simples.

Julia Evstifeeva, comerciante líder do Grupo de Empresas Ecookna , vice-diretora da divisão de varejo e franquia, fala sobre como encontrar facilmente um novo emprego.

Nós escolhemos, somos escolhidos …

Eu tive que procurar funcionários muitas vezes. Analisando a experiência reivindicada e recorrendo à minha própria intuição, escolho candidatos adequados dentre várias dezenas de candidatos. 

Vale dizer que, até o convite para a entrevista, toda a responsabilidade pelo futuro funcionário fica comigo, mas assim que eu concordei em uma entrevista, o resultado da reunião depende de nós dois. 

Por ser o mais igual qualquer um dos candidatos vai passar a entrevista, e alguém – não? Iniciamos a conversa a partir do momento em que os dois participantes do processo entram em contato. 

Escreva as letras corretas

Depois de colocar o anúncio de vaga, começo a pesquisar – analiso os currículos que chegam pelo correio. Minhas impressões de pessoas desconhecidas para mim estão começando a se formar … por suas cartas de apresentação. Eu os vejo antes do currículo. 

Portanto, tendo recebido um arquivo com o perfil do candidato sem entrar em contato comigo e com meus colegas, adiei o currículo “para depois”, no caso mais extremo. O mesmo acontece com um currículo, acompanhado de uma carta elaborada de acordo com o modelo: “Estou enviando … para a vaga que você colocou, estou pronto … de acordo com as tarefas definidas”. Foto: Unsplash

Provavelmente, essa é uma opinião subjetiva, mas não gosto de oficialismo excessivo nas cartas (“de acordo com os requisitos que você especificou …”) e simpatia (“conheço tudo melhor do que todos os outros, coloque as tarefas erradas, formule a solicitação incorretamente …”) Pelo tom da carta, imagino imediatamente que uma pessoa também se comunique com clientes ou colegas. 

Dou preferência a cartas curtas e compreensíveis, dizendo por que o candidato estava interessado em nossa vaga e como ele poderia ser interessante para nós. 

Vou dar um exemplo de uma carta de dois candidatos para a vaga “Gerente de Vendas”.

Experiência positiva

O candidato escreveu que estava ciente das tarefas do vendedor, houve conquistas na atração de clientes por telefonemas frios (mais uma base de clientes), sabia o que fazer com objeções, nomeou as empresas do nosso segmento em que trabalhava. 

Além disso, ele escreveu que estava interessado na vaga, porque ele quer vender um produto que tem uma distorção (no nosso caso, essas não são apenas janelas, mas todos os tipos de maneiras de decorar uma janela com vidros duplos). Isso significa que o candidato sabe sobre nós ou lê atentamente as informações antes de escrever!

Experiência negativa

O candidato escreveu que ele pode vender qualquer coisa, prefere trabalhar remotamente, não está interessado em perspectivas de promoção – ele vê sua tarefa de ganhar dinheiro para si e para a empresa. 

Leia mais  Por que seu primeiro emprego não é tão importante

Conclusão 

O primeiro candidato me pareceu mais promissor, pois estava interessado em trabalhar conosco e o segundo – em ganhar dinheiro em nossa empresa. Talvez o segundo consiga vender melhor que o primeiro, mas ele não aprenderá nada, não desejará crescer e partirá assim que receber as melhores condições de pagamento.

Dicas

  • Não envie seu currículo sem uma carta de apresentação ou com uma carta modelo. A carta é seu apelo ao Diretor de RH (que toma a primeira decisão!). Deve chamar a atenção para sua candidatura. 
  • A carta não deve ser muito formal ou atrevida. 
  • Escreva por que prestou atenção à vaga e com o que exatamente você pode interessar ao empregador. 
  • Não se esqueça da cortesia – deseje um bom dia e indique todos os meios possíveis de comunicação com você (telefone, skype, email, mensagens instantâneas), mesmo que sejam mencionados no currículo.
Moça trabalhando fora do escritório
Moça trabalhando fora do escritório

Você não pode criar uma primeira impressão pela segunda vez

O próximo passo da minha parte é uma carta de resposta na qual convido o candidato para uma reunião pessoal. Eu sempre quero receber um feedback: “obrigado, ficarei à vontade em tal e tal momento”. Não adiciono o candidato à minha agenda até receber uma resposta dele. 

E, olhando para o futuro, direi que se uma pessoa escreveu o que vai acontecer, mas não vem sem aviso prévio ou se atrasa por 20 a 30 minutos sem aviso, mesmo que por uma boa razão, ela não causa a melhor impressão sobre si mesma. Foto: Unsplash

Quando um homem chega a uma reunião pela primeira vez, tudo importa – suas roupas, penteado, maquiagem (quando se trata de mulheres), maneira de conversar, constrangimento ou sociabilidade. 

Apresento imediatamente o candidato ao futuro local de trabalho – a secretária deve estar sorridente e relaxada (o melhor, é claro), mas para um funcionário do departamento de TI isso não é importante. Vejamos dois candidatos do departamento de vendas.

Experiência positiva

Um jovem de camiseta e jaqueta entrou na sala com um sorriso no rosto. O primeiro se apresentou, apertou as mãos, não desistiu de um copo de água. O impedimento quase ilusório da fala não interferiu na conversa. 

A conversa começou fácil e naturalmente. Eu imediatamente o apresentei como gerente de vendas, conduzindo um diálogo com um cliente.

Experiência negativa

O jovem (da mesma idade do candidato anterior), vestido como adolescente, não expressou nenhuma emoção na reunião, estava em silêncio, esperando por minhas perguntas, mas respondeu-as claramente e no caso. 

Conclusão

Eu tinha simpatia pelos dois candidatos. Todo mundo tem seu próprio estilo de comunicação, projetado para diferentes clientes – um está procurando uma abordagem para cada um, o outro permanece na sua própria onda. 

Como procurava vários gerentes no departamento de vendas, convidei os dois. Mas, se eu precisasse de um, teria escolhido o primeiro. Ele está mais disposto a se comunicar, quer comprar alguma coisa.

Dicas

  • Sempre se atrase se você estiver atrasado por mais de dez minutos.
  • Vista-se para a entrevista enquanto planeja ir ao trabalho. 
  • Sorria para a reunião. Sempre tem! 
Leia mais  Como escrever uma carta de recomendação

A palavra não é um pardal

E, finalmente, vamos prosseguir com a coisa mais importante – conversar com o candidato. Para começar, quero dizer que, não importa em que posição a pessoa aspire, ela deve estar pronta para o diálogo e não apenas responder a perguntas de um recrutador. 

Vejo a entrevista como uma conversa entre duas partes, e não como um exame. É importante para mim ver que o futuro funcionário está tão interessado em se comunicar comigo quanto eu. 

Isso sugere que, no trabalho, ele se comportará ativamente, tomará iniciativas, assumirá novas tarefas e não esperará o fim do dia de trabalho ou a ajuda de colegas. Lembro-me de duas entrevistas há um mês.

Experiência positiva

A garota falou comigo em igualdade de condições. Ela respondeu as perguntas bastante extensivamente, com piadas e digressões líricas, e ela mesma me perguntou o que lhe interessa. 

Depois da conversa, tive uma boa impressão. As dúvidas se deviam apenas à pouca experiência em vendas – total de um ano e meio em duas empresas. Mas não considero uma pequena experiência em vendas devido a uma idade jovem uma desvantagem significativa.

Experiência negativa

A conversa com a segunda garota foi construída no formato: pergunta-resposta. Ela respondeu brevemente as perguntas sobre o caso, mas ela mesma não fez quase nada durante a conversa de uma hora. 

Considerou-se que ela conhecia o trabalho (a experiência em vendas era maior que a do primeiro candidato), mas era improvável que desse tudo de melhor. Parece que ela tentará cumprir o plano, mas você não deve contar com excesso de suprimentos ou atividades excessivas.

Conclusão

Eu escolhi o primeiro candidato. A experiência é adquirida com o tempo e é improvável que o temperamento mude. 

Dicas

  • Esteja na entrevista como participante pleno do diálogo. Lembre-se de que você também faz uma escolha.
  • Fale, pergunte, raciocine. Certifique-se de prestar atenção às coisas que são importantes para você.
  • Não tenha medo de mostrar interesse e expressar sua opinião ou desacordo com o interlocutor. Uma mente viva e a capacidade de pensar são sempre cativantes.

Arme-se com o conhecimento da empresa

Depois de receber um convite para uma entrevista, comece imediatamente a estudar a empresa para a qual você irá. E, naturalmente, um produto ou serviço com o qual você tenha que trabalhar. Mesmo se você souber algo sobre ela, descubra mais. Vá ao site, veja a estrutura, a história da empresa.

Armado com o conhecimento, você pode se preparar para a próxima conversa com o líder de RH e até formular várias idéias que interessarão ao potencial empregador. 

Sempre sou muito solidário com as pessoas que vêm para uma entrevista, armadas com o conhecimento e prontas para compartilhá-lo. Vejo que a linha da carta de interesse não é uma palavra vazia.

Experiência positiva

O candidato ao cargo de gerente de vendas estudou tão bem nosso produto que, durante a conversa, conseguiu dizer quem deveria ser oferecido e quem não deveria. E ele sugeriu a introdução de uma nova linha de produtos no sortimento, o que seria mais interessante para outra categoria de clientes. 

Leia mais  11 maneiras de começar bem uma carreira

Experiência negativa

O jovem, em resposta a uma pergunta se conhece nossa empresa, respondeu afirmativamente, mas não conseguiu dizer nada concreto. Era evidente que ele reuniu todas as informações da minha história, com as quais costumo iniciar uma reunião com os candidatos. 

Conclusão

Naturalmente, eu escolhi o primeiro candidato. Não concordei com todas as idéias dele e, na maioria das vezes, argumentei, mas sua preparação para a reunião deixou uma boa impressão.

Dicas

  • Explore a empresa em que você está convidado para uma entrevista, sua história, desenvolvimento, linha de produtos.
  • Venha preparado para a reunião – deixe o futuro empregador ver que você sabe como a empresa funciona agora e o que precisa ser feito no futuro.
  • Mostre que sua experiência será útil para melhorar o desempenho, o crescimento dos lucros e a conquista de novas metas.

Prepare-se para as perguntas mais frequentes.

Eu, como a maioria dos gerentes de RH, sempre faço uma lista de perguntas padrão. 

  • Por que sair de lá ou daqui? 
  • Por que mudou o escopo da atividade? 
  • Por que houve interrupções no trabalho? 
  • Existem recomendações de empregadores anteriores? 

Se você duvida que precisa dizer a verdade, encontre as respostas mais corretas para as perguntas “desconfortáveis”. Mas faça isso em casa, não no processo de nossa conversa. O candidato, “flutuando” em seu currículo, provavelmente não receberá uma oferta para tomar a posição desejada.

Experiência positiva

A menina chegou à reunião bem preparada. Minhas perguntas são: por que ela trabalhou em um lugar por sete meses e em outro – dois, ela não ficou envergonhada. E eu gostei disso. Existem situações diferentes na vida, e precisamos seguir em frente. 

Ela não disse que não conseguia encontrar uma linguagem comum com a liderança (que ouvi de conhecidos comuns), e isso me atraiu. Dos três locais de trabalho mencionados no currículo, dois indicaram o número de telefone do chefe.

Experiência negativa

O jovem não conseguiu responder a todas as minhas perguntas sobre as empresas em que trabalhava e sobre os motivos das frequentes mudanças de emprego. Algumas vezes durante a conversa, notei que ele estava tentando me enganar. 

A questão das recomendações o deixou parado. Ele disse que precisava pensar em quais contatos ele poderia dar. Embora seu currículo tivesse seis empregos.

Conclusão

Eu preferi convidar uma garota para trabalhar. A honestidade e a lógica de escrever uma biografia de trabalho sempre me subornam.

Dicas

  • Antes de ir para uma entrevista, estude cuidadosamente seu currículo. Veja o que lhe causaria perguntas se você fosse um recrutador?
  • Verifique se o currículo contém contatos de ex-executivos que podem dar uma boa recomendação. Por precaução, avise-os sobre a chamada do futuro empregador.
  • Não dedique o futuro empregador ao histórico de relacionamentos pessoais com ex-colegas. Mantenha a neutralidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *